terça-feira, 10 de abril de 2018

CAMINHADA DOS CATEQUISTAS

Sábado, 7 de Abril, um grupo de catequistas corajosos, sem se intimidar com as condições meteorológicas anunciadas, não desmobilizou e foi mesmo caminhar!
Uma aventura na Serra da Cabreira, Vieira do Minho, Trilho Pedestre do Turio, que começou com selfie e sorrisos e terminou bem molhada, mas sempre com boa disposição.
A meio do caminho e em tempo de paragem, aprecia-se a natureza e regista-se o momento único para mais tarde recordar. 
O percurso escolhido este ano era de dificuldade média, mas que deixa de o ser quando no decorrer do dia a chuva teima em tornar-se companheira inseparável, com bátegas de água acompanhadas de granizo, que sem clemencia molham os caminheiros e os deixam enregelados.
É preciso caminhar devagar, porque a água escorre pelos troncos e folhas das árvores, há charcos de água nos caminhos e as veredas lamacentas e cheias de folhas parecem almofadas escorregadias.
 
Mas a natureza é um encanto e, a cada passo, surpreendia com belos tapetes verdes a serpentear por entre os pinhais, onde o flagelo do fogo também deixou cicatrizes. 
As fontes, os cursos de água a correr em catadupa, os campos a verdejar, a serra a assomar por entre o nevoeiro e a chuva, e a simpatia das pessoas são belezas únicas que só quem caminha pode verdadeiramente sentir e amar.  
Os pés cansados e os corpos molhados resistem nesta caminhada, que parece ter sido até agora a mais dura de que há memória, pelas condições adversas em que se realizou.
Mas ninguém parou ou desistiu! “O caminho faz-se caminhando”. E, este é um caminho, que tal como na catequese, se deve fazer com ajuda, palavras amigas de incentivo e dar mão sempre que o outro precisar. 
Por isso, caminhar é uma experiência única, que para além de nos colocar diante da natureza abençoada e prodigiosa que Deus criou, também nos ensina que sozinhos somos demasiado frágeis e limitados para vencer todos os obstáculos.
A caminhada terminou com um jantar, este ano já “dentro de portas”, o que permitiu a presença de várias pessoas que não puderam participar na caminhada.
A Tânia, que pela primeira participou nesta aventura discursou, como é da "praxe"...
E, porque a "vida não vai parar" esperamos que no próximo ano muitos mais se possam juntar a esta feliz iniciativa, que nós cá estaremos para caminhar até onde Deus nos levar! 😃

Sem comentários: